CENTRO DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM
DR. MATSUSHITA

Radiologia Geral, Contrastada e Especializada Digital

Mamografia de Alta Resolução e Baixa Dosagem Digital

Ultra-sonografia Geral e Endocavitária

Color Doppler

Densitometria Óssea

Tels: (31) 3201-9730 / (31) 3201-5634 / Fax: (31) 3271-1016

EXAMES

...................................

RADIOGRAFIA DO ESOFAGO, ESTOMAGO E DUODENO (REED)

......................................................................................

Introdução

A radiografia do esôfago,estomago e duodeno é um exame radiológico do trato gastrintestinal superior, que se examina radiologicamente a faringe, esôfago,estomago e a primeira parte do intestino delgado(duodeno),utilizando-se de fluoroscopia com intensificador de imagem e usando-se um meio de contraste baritado. São exames indolores que ajudam os médicos a diagnosticar e a tratar das enfermidades.
A fluoroscopia possibilita a ver órgãos internos em movimento.Quando o trato gastrintestinal se cobre de substância baritada, o radiologista pode ver e avaliar a anatomia e a função da faringe ao duodeno.
Além da ingestão oral da substância baritada, alguns pacientes pacientes recebem cristais de bicarbonato de sódio(sal de fruta), para avaliar a mucosa gástrica principalmente em duplo contraste.

Indicações

O exame do trato gastrointestinal superior ajuda a avaliar a função digestiva e a detectar:
.úlceras
.tumores
.inflamação do esôfago, estomago e duodeno
.hérnias hiatais
.compressões extrinsecas
.fibroses
.obstruções
.Situações e localizações gástricas atípicas
.anormalidades funcionais e musculares do trato gastrintestinal.
O procedimento também se utiliza para ajudar a diagnosticar sintomas tais como :
.dificuldade de deglutir
.dor torácica e abdominal
.refluxo gastroesofágico
.vomitos de causa desconhecida
.indigestão severa
.sangue nas fezes.

Preparação

Vespera
.Jejum absoluto a partir de 23 horas ( não ingerir alimentos e nem líquidos)
.Não fumar
.Não marcar chicletes

Dia do exame
.Jejum absoluto
Não fumar
.Não mascar chicletes
Se fizer uso de medicamentos de ingestão oral , trazer à clinica para ingerir após o exame.
QUANDO O (A) PACIENTE FIZER USO DE INSULINA, SUSPENDER O USO DURANTE O JEJUM .
Cuidados após o exame
. O meio de contraste( sulfato de bário) é altamente OBSTIPANTE “prende intestino”, portanto, após o exame o (a) paciente deve-se alimentar normalmente e acrescentando verduras e legumes. Sobremesas de 1 mamão por dia.É.aconselhável ingerir durante 3 dias após o exame ,em média de 3 litros de liquido. Se não evacuar neste período , tomar 02 comprimidos de lactopurga ou qualquer outro laxativo.

Equipamentos

O equipamento utilizado para o exame consiste de uma estrutura que contém o tubo de Raios X e um equipamento fluoroscópico que envia imagens radiológicas a um monitor
Semelhante a um televisor para a visualização.
A fluoroscopia utiliza um feixe continuo de raios X para criar uma seqüência de imagens que se projetam em uma tela fluorescente ou em monitor semelhante a uma televisão. Ao utilizar-se um meio de contraste, que define claramente a área a ser examinada, esta técnica especial de raios X possibilita o médico a ver os órgãos internos em movimento.No entanto as imagens sem movimento também são capturadas e armazenadas em um filme ou eletronicamente em um computador.

Realização

Este deve ser realizado sòmente por médicos radiologistas habilitados, pois é um exame dinâmico.
O meio de contraste baritado se assemelha a um “iogurte”, de cor clara , que o paciente ingere e é acompanhado pela radioscopia ao longo do tubo digestório superior e pfeitas as radiografias necessárias, dentro das normas de um protocolo. A mesa e o próprio paciente se posicionará em diferentes ângulos e o abdome do paciente pode ser comprimido para ajudar a dispersar o meio de contraste no tubo digestório.

Princípios

O médico radiologista irá analisar e interpretar as imagens radiológicas obtidas durante o exame e enviará um relatório ao medico solicitante .

Benefícios e Riscos

Benefícios

.é um procedimento pouco invasivo, com raras complicações
.para evitar procedimentos invasivos como a colonoscopia
. O sulfato de bário não é absorvido pelo sangue, portanto as reações alergicas são incomuns.

Riscos

.A dose de radiação para este exame é entorno de 4 mSv( Radiação cósmica natural de duração de 16 meses.

Limitações

N ao realizar este exame em pacientes com medistinite e ulcera perfurada com meio de contraste baritado. Realizar sòmente com contraste iodado e sob controle radioscópico.

................

Voltar

Rua Caetés, 530 - Salas 214 a 219 - CEP: 30120-080 - Centro - BH / MG. 30120-080.
Copyright© 2010 - Centro de Diagnóstico por imagem Dr. Matsushita.